ATACANTE QUE JÁ MARCOU CONTRA O CORINTHIANS IRÁ DEFENDER O VILHENENSE NO ESTADUAL

William1

William,que defendeu a camisa da Chapecoense, também já jogou contra São Paulo, Palmeiras e Cruzeiro.

Prestes a completar 29 anos de idade, o atacante nascido na cidade de Osaco, interior de São Paulo, William Santos, que tem passagens por clubes de expressão do futebol nacional, irá defender as cores do Vilhenense Esportivo Clube no Campeonato Rondoniense de Futebol Profissional em 2018.

William tem grandes histórias no futebol. Ele “subiu” para a série B do Campeonato Brasileiro em 2012 com a equipe da Chapecoense e no ano seguinte conseguiu mais um acesso, dessa vez para a série de elite do futebol nacional. “Em 2013 fizemos um ótimo Brasileiro. Enfrentamos de igual para igual a equipe do Palmeiras, que naquele ano disputava a Série B. Eles foram os campeões e nós ficamos em segundo lugar”. Também em 2012, William com então 23 anos, enfrentou a equipe mineira do Cruzeiro em disputa por uma vaga nas fases finais da Copa do Brasil, mas acabou eliminado junto com o time da “Chape”.

Em seu estado natal, o veloz atacante jogou por Osasco, Grêmio Barueri e Mogi Mirim. Nessas andanças ele teve grandes jogos, como por exemplo, contra São Paulo, Santos, Corinthians e Palmeiras.

Porém, não foi em um jogo do campeonato Paulista que o jogador teve seu jogo mais “pesado”.

A partida que fez William, corintiano de coração, “tremer na base”, foi no dia 1° de março de 2017, em jogo disputado no estado de Santa Catarina, válido pela primeira fase da Copa do Brasil, quando o Brusque, equipe que o atacante defendia na época enfrentou o Corinthians. O jogo que marcou o retorno do atacante Jadson ao Timão terminou empatado em 0×0 no tempo normal e foi para os pênaltis. (Jadson chutou para fora sua cobrança).

Segundo jogador do Brusque na cobrança das penalidades, Wiiliam, atacante que chuta com a perna esquerda, foi frio para a batida e deslocou o goleiro Cássio, marcando assim o gol mais importante de sua carreira. “Foi o jogo mais importante da minha vida. Eu sou corintiano, minha família toda é corintiana. Na hora de bater o pênalti foram dois sentimentos. Um de extrema alegria e outro de tristeza, ou agonia. Não sei dizer ao certo. Queria muito ganhar, mas não queria que o Corinthians perdesse”, contou em forma de descontração.

O placar dos pênaltis ficou em 5×4 para o Corinthians, que seguiu na Copa do Brasil.

William chegou até o Vilhenense através do jogador Casemiro, do União (Paraná) e tem visto com bons olhos o novo projeto. “Ele eo treinador de lá, conhecem muito bem o presidente do Vilhenense. Vim com uma boa expectativa depois que conheci o projeto da diretoria. A estrutura que estão nos dando têm muitos clubes de lá que não tem. Eu estou gostando muito dos treinos do Rafael. Treinador bacana, que sabe conversar com a gente. O que a diretoria do Vilhenense está fazendo aqui, nunca vi em time nenhum. Tudo oque eles prometeram estão cumprindo. Tem coisa até mais doque agente imaginava”, aclamou o jogador.

Aos torcedores William deixou a seguinte mensagem: “As expectativas para o campeonato é muito boa, porque sei que quando as coisas vão bem fora de campo, dentro se não tiver vaidade, vai dar tudo certo. Peço que os torcedores acreditem no projeto. Os jogadores que vieram para cá vieram para vencer. Todos estão com o mesmo pensamento e vamos nos doar ao máximo para vencer todas as partidas e marcar história em Rondônia com bom futebol, muita dedicação e amor a camisa.  Tenho certeza que o Vilhenense vai ser um clube ficará na memória de todos”, encerrou o atacante.

Texto: assessoria/Foto: arquivo pessoal

DA REDAÇÃO DO HOJERONDONIA.COM

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

E-mail: hojerondonia@gmail.com / wilmergborges@hotmail.com