CONETUR-RO PARTICIPA DE VIDEOCONFERÊNCIA SOBRE ECONOMIA COLABORATIVA NO TURISMO, REALIZADA PELA CNC

cnc_alimentos

O Conselho Empresarial do Turismo e Hospitalidade do Estado de Rondônia (Conetur) participou na tarde de segunda-feira 07.08 de uma videoconferência promovida pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) sobre o tema “Impactos da Economia Colaborativa” –  nos segmentos de Alimentação, Transporte e Agências de Viagem.

O evento teve transmissão direta pelo canal do Youtube da CNC e contou com a exposição dos grandes experts no assunto. O foco do seminário foi o debate sobre as tendências e plataformas digitais desses três segmentos e suas utilizações para o desenvolvimento do mercado turístico, através da parceria com as estruturas já existentes.

O tema, muito atual e instigante, por isso mesmo polêmico, foi bem debatido em três painéis e lançou questões importantes para a reflexão do setor do turismo no Brasil. Questões como: economia colaborativa e inovação social; os desafios econômicos e sociais com o avanço tecnológico; a obsolescência das empresas em virtude desse avanço; novos modelos de negócios que estão surgindo e o futuro nada promissor de algumas profissões com a expansão do uso da inteligência artificial foram debatidas e expostas para a avaliação dos participantes.

“A Economia colaborativa, ou compartilhada, é hoje uma realidade. É um modelo econômico que já vem sendo amplamente utilizado porque obriga as empresas a se diversificarem e se especializarem em suas áreas, abrindo espaços para que outras se estabeleçam. É um sistema onde cada empresa atua como prestadora de serviço”, comentou o presidente do Conetur, Raniery Coelho.

Segundo ele, o turismo hoje em Rondônia precisa se adequar a essa nova realidade colaborativa se quiser participar desse promissor mercado. “Nosso Estado hoje precisa se inserir nesse contexto e a esse modelo de mercado. Já temos o principal que é nossa história e nossas belezas naturais. Precisamos agora mirar o futuro e criar essa rede de colaboradores”, ressaltou.

O seminário realizado na videoconferência, pelo Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur) da  CNC apresentou três painéis. Na abertura, palestra da profª e dra. Dora Kaufman, pesquisadora do Centro de Pesquisa em Redes Digitais Atopos ECA/USP e pós-doutora pela Coppe-UFRJ, introduziu o tema dos novos cenários com a tecnologia digital e impactos no turismo.

Segundo Kaufman, o tema colaboração na economia não é novo. “Desde os primórdios o homem vive em colaboração”, ressaltou. A doutora explicou que o componente inovador dos tempos contemporâneos é o uso cada vez mais avançado da tecnologia nos negócios, com a inteligência artificial e a robótica impactando os mercados tradicionais.

O primeiro painel debateu as tendências para a alimentação fora do lar e contou com a presença dos presidentes da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/RJ), Roberto Maciel, e do Sindicato de Bares e Restaurantes (SindRio), Pedro De Lamare.

O segundo levou à mesa as tendências para o transporte e para as agências de viagem e teve a participação de Edmar Bull, da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), Paulo Resende, da Amadeus e Jorge Pontual, da Associação Brasileira de Locadoras de Automóveis (Abla).

Já o terceiro debate girou em torno das políticas públicas que podem ser formuladas para fomentar a inovação, com participação do colunista do jornal O Globo Pedro Dória, de Manuela Yamada, da OuiShare, e do deputado federal Otavio Leite (PSDB-RJ).

FONTE: Marcos Santana 

DA REDAÇÃO DO HOJERONDONIA.COM

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

E-mail: hojerondonia@gmail.com / wilmergborges@hotmail.com