LAERTE GOMES QUE, PARA O MP, “SERIA CHEFE DE QUADRILHA” VIRA DEPUTADO E TUDO CAI NO ESQUECIMENTO

Laerte-Gomes-solicita-libera__o-de-emenda-para-Ji-Pa

Como andará o processo que o Ministério Público de Rondônia abriu contra o ex-prefeito de Alvorada do Oeste e atual deputado estadual Laerte Gomes?  Numa ação com status de FBI quando reúne a imprensa para dizer que pegou um terrorista, o ex-procurador-geral de Justiça de Rondônia, Héverton Alves de Aguiar, anunciava a Operação Olimpo, (https://www.youtube.com/watch?v=jfdgJ35YmoE)  que prendeu 10 pessoas e, segundo o MP, Laerte Gomes, apontado como o chefe da organização criminosa só não foi preso porque o Juiz entendeu que ele, Laerte, não era mais prefeito e não teria como interferir nas investigações, mesmo porque opositores a ele ganharam a prefeitura de Alvorada/RO.

O Ministério Público contou detalhes da ação criminosa dizendo que ela ocorria no Instituto de Previdência e na Secretaria de Educação.  O ex-procurador-geral disse ainda que a quadrilha desviou mais de R$ 9 milhões dos cofres públicos e que se houvesse condenação em todos os crimes dos quais era acusado, Laerte Gomes poderia pegar entre 8 a 12 anos de cadeia. O que ele conseguiu foram quatro anos de mandato de deputado estadual com direito a ter domicilio eleitoral na cidade de Ji-Paraná/RO.

Por: Roberto Gutierrez/folhaderondonianews.com

DA REDAÇÃO DO HOJERONDONIA.COM

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

E-mail: hojerondonia@gmail.com / wilmergborges@hotmail.com