MADEIRA SOBE MAIS NA REGIÃO CENTRAL DE PORTO VELHO E ÀS MARGENS DA BR-364

3247w0qnrsowk

O nível do Rio Madeira voltou a subir nesta quarta-feira (17) e, às 12h15, chegou a 13,97 metros em Porto Velho, segundo dados da Agência Nacional de Águas (ANA). Nos últimos dias, a cota variou entre 13,59 e 13,85 metros. Na região de Abunã, o rio também subiu pelo menos 17 centímetros ontem para hoje e está na marca de 20,21 metros.

Em Porto Velho, o nível, segundo a Defesa Civil, está bem próximo da cota de alerta, 14 metros, e por conta disso, o órgão já preparou o Plano de Contingência para evitar desastres e será apresentado no dia 25 de janeiro.

De acordo com o diretor da Defesa Civil, Marcelo Santos, as equipes de assistentes sociais estão realizando visitas nos bairros que são afetados pela enchente. “Por conta do aumento do nível do rio, as equipes de assistentes sociais estão nesse momento visitando e alertando as famílias dos bairros Baixa União, Triângulo, São Sebastião, Nacional, Balsa e Vila Candelária sobre os possíveis riscos caso ocorra uma cheia. Esses moradores são os primeiros a serem afetados pela enchente, quando o rio atinge a cota dos 14 metros”, explica Marcelo Santos.

A Defesa Civil informou que está à disposição das famílias caso queiram sair de suas residências. “Além da visita, nossas equipes estão alertando as famílias que o rio está subindo. Estamos deixando a Defesa Civil à disposição para fazer a retirada desses moradores caso eles queiram sair de suas casas como forma de prevenção porque nós não sabemos se nível do rio vai ultrapassar os 14 metros ou não”, informa.

Abunã

Com medo de ficar isolado e sofrer as dificuldades que ocorreram em 2014, o governo do Acre acompanha diariamente o comportamento do Rio Madeira, na região de Abunã e na BR-364, única via terrestre de acesso ao estado vizinho.

Conforme os dados da Agência Nacional de Águas (ANA), o Rio Madeira na Região do Abunã, subiu 17 centímetros de ontem para hoje e está na marca de 20,21 metros. Ainda de acordo com a Defesa Civil do Acre, o nível do manancial pode variar alguns centímetros também conforme ajustes na vazão das águas das comportas das usinas existentes na região.

Os órgãos estaduais e federais traçaram um plano de contingência para evitar que as águas do Rio Madeira invadam a rodovia. Em consonância com a diretoria das usinas hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, as comportas estão sendo abertas para evitar que o manancial do Rio Madeira tome parte de BR-364.

Segundo o governo do Acre, a governadora em exercício Nazareth Araújo irá a Brasília nesta quinta-feira (18). Na capital federal, ela participa da Sala de Crise com a Casa Civil da Presidência da República e a Agência Nacional de Águas (ANA), além de diversos órgãos federais, com o objetivo de realizar um monitoramento mais aprofundado nas hidrelétricas situadas na região do Rio Madeira.

FONTE: RONDONIAGORA

DA REDAÇÃO DO HOJERONDONIA.COM

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

E-mail: hojerondonia@gmail.com / wilmergborges@hotmail.com