PARCERIA INTERNACIONAL: FOMENTO DE NEGÓCIOS ENTRE RONDÔNIA E PERÚ É DISCUTIDO DURANTE SEMINÁRIO DE OPORTUNIDADES REALIZADO EM PORTO VELHO

Abertura-do-Seminário-Encontro-de-Negócios-e-Turismo_29.05.18_Foto_Daiane-Mendonça-15-870x580

Conselheiro econômico do Perú, Antônio Castilho, apontou que a parceria comercial entre Rondônia e Peru ainda tem muito espaço para avançar

Avançar na cooperação para a promoção do comércio, investimentos, turismo e educação entre Peru e Rondônia. Essa foi a proposta do Seminário de Oportunidades Comerciais e Investimento realizado na manhã desta terça-feira (29), no Palácio Rio Madeira, em Porto Velho, com a presença do embaixador do Peru no Brasil, Vicente Rojas. ‘‘Rondônia, é um estado jovem, mas como muita força. Os dados de produção são impressionantes’’, revela o embaixador. ‘‘Estamos prontos para ser um grande parceiro comercial do Peru’’, afirma o governador de Rondônia Daniel Pereira.

‘‘Nós avançamos muito. Temos uma bovinocultura e uma produção de peixe consolidada. Somos um dos maiores produtores de café e leite do Brasil e estamos presente outros segmentos produtivos’’, garante o governador anunciando ainda que com a intensificação da regularização fundiária o PIB de Rondônia deve dobrar em 10 anos, impulsionado principalmente com a produção de alimentos com alta qualidade. A gerente de incentivo fiscais da Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), Eleida Ramos, apresentou os benefícios do Programa de Incentivo Tributário (PIT) a comitiva peruana.

Entre eles, a outorga de crédito presumido de até 85% do ICMS por um período de 10 anos nas modalidade de implantação, ampliação e modernização para empresas de qualquer porte dos setores industrial e agroindustrial. Além da redução de base de cálculo de 50% no ICMS. O diretor Comercial da BDX Florestas, Dario Lopes, um dos operadores do Porto Público de Porto Velho administrado pela Sociedade de Portos e Hidrovias de Rondônia (SOPH) apontou a rota pelo rio Madeira como vantajosa para escoamento de produtos de Rondônia para o Peru e entrada de mercadorias do Peru para Rondônia. Processo que se estreitou desde 2010.

O conselheiro econômico comercial do Peru, Antônio Castilho, apontou que a parceria comercial entre Rondônia e Peru já existe, mas que há muito o que se avançar. Segundo levantamento apresentado durante o seminário, os principais produtos exportados do Peru para Rondônia foram azeitonas, alhos, quinoa e orégano. O que movimentou USD 4,6 milhões. Enquanto que o país compra de Rondônia, principalmente pescados, carne desossada; castanha do Brasil; azeite de soja e arroz.

O levantamento anda aponta que ainda há espaço para o Brasil, especialmente Rondônia que tem o sétimo maior rebanho bovino do país quanto as importação da carne bovina onde todo o Brasil movimenta apenas R$ 2,8 milhões, enquanto que os Estados Unidos movimenta R$ 38 milhões e a Argentina, R$ 5 milhões. Também há oportunidade de Rondônia avançar na comercialização do arroz. O Brasil ficou com a fatia de R$ 92 milhões, enquanto que o Paraguai, 3,2 milhões. O mesmo também acontece com a soja. O Peru importa soja, principalmente dos Estados Unidos, Bolívia e Paraguai.

Também é de interesse de Rondônia e Peru avanços nos setor turístico. ‘‘Temos que tratar de uma rota aérea, estimular o turismo, mas com foco nos negócios comerciais’’, disse o governador. ‘‘Temos nossa gastronomia, a arqueologia, são muitos anos de história. Mas agora o que temos é que transformar nossas potencialidades em uma realidade’’, afirma o embaixador.

O conselheiro apontou que é preciso superar alguns gargalos para Rondônia aumentar as exportações para o Peru como a precariedade da alfandega, a necessidade de reparos na rodovia BR 317 em Assis Brasil, no Acre; falta de energia do transporte para que caminhões e estabelecer uma agenda conjunta periódica para incentivar os negócios comerciais. ‘‘Temos uma necessidade de aproveitar a nossa posição estratégica para fortalecer os negócios comerciais’’, disse o embaixador. ‘‘Precisamos transformar Rondônia em uma porta de entrada para o Peru’’, afirma o governador.

FONTE: Secom – Governo de Rondônia

DA REDAÇÃO DO HOJERONDONIA.COM

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

E-mail: hojerondonia@gmail.com / wilmergborges@hotmail.com